O percurso de um projecto...

26
Fev 10
Conforme estipulado, hoje realiza-se a primeira entrega correspondendo ao estado de arte e briefing do nosso projecto.

No link abaixo poderá fazer o download do respectivo ficheiro contendo o trabalho.

 
Duarte Soares
Eduarda Carvalho
José Teixeira
Tony Coelho
Wilson Alberto
publicado por joseteixeira às 18:24
editado por eduardasilvacarva01 em 12/03/2010 às 15:52

23
Fev 10
Hoje foi a nossa 2.ª orientação! Mostramos aos nossos orientadores e à nossa proponente o que tinhamos encontrado aquando as investigações para o módulo Estado de Arte/Briefing. Como já foi referido no post anterior a maior descoberta foi o site da PEN.
       
(Admitimos que seria uma boa aposta comprar os direitos de autor desta plataforma), mas não, serve-nos de inspiração para o que queremos fazer do nosso projecto. Entretanto, surgiu-nos ideias mais ou menos alinhavadas com os requisitos funcionais que iremos explorar no 2.º módulo, embora o briefing já comtemple algumas dessas ideias.

Ficam aqui algumas delas:
- integrar na plataforma actividades didáticas e construtivas da escola tais como a organização de um magusto ou um sorteio de um cabaz de natal;

- integrar na plataforma aplicações interactivas, não necessariamente presentes no contexto de aprendizagem do aluno mas que sejam de alguma forma didácticas e que cativem o aluno para que este simpatize com a plataforma tais como as aplicações muxicall ou wallright (ambas desenvolvidas por  Diana Antunes, licenciada em Novas Tecnologias da Comunicação);
- atender ao grau de complexidade da plataforma. Ela terá de ser desenvolvida de modo a parecer simples e intituiva a um utilizador que a explore pela primeira vez, mas deverá ser também passível de ser personalizada por utilizadores mais experientes (ou que foram ganhando experiência) possibilitando assim a inserção de outras opções/aplicações/formas de comunicação que se adaptem à pessoa que a utiliza (este ponto tem mais em conta os encarregados de educação pois o grau de capacidade entre eles para a utilização de ferramentas web pode ser bastante díspar consoante o caso);
- começar a delinear e a planear o layput e aspecto gráfico da plataforma. Deverá ser “limpo”, contendo cores claras e menus/links intuitivos;
- apontar outros sites/plataformas seleccionados como influências/referências;
- integração de calendários partilhados;
- integrar a possibilidade de separar teores do conteúdo de informação comunicada entre os varios utilizadores (conversas formais/informais nos seus respectivos fóruns ou outro tipo de “separadores”);
-possibilidade de utilizar a rádio escolar para publicitar a plataforma, emitir avisos, e mesmo interagir com os alunos ex.: fazer uma playlist semanal tendo em conta as músicas mais votadas pelos alunos na plataforma;
- possibilidade de englobar um jornal online da escola na nossa plataforma. Note-se que os alunos já há algum tempo que tencionam criar uma espécie de jornal online para publicarem as notícias mais importantes no meio escolar;
- facilitar o trabalho do professor, não o obrigando por exemplo a marcar a lista de faltas dos alunos no fim de cada aula, mas por outro lado poderia utilizar a plataforma para comunicar com o encarregado de educação de um determinado aluno que esteja, consecutivamente, a faltar às suas aulas.
 
Duarte Soares
Eduarda Carvalho
José Teixeira
Tony Coelho
Wilson Alberto

 

Na primeira fase da aula estivemos a tratar da mudança dos conteúdos inseridos no blog, na plataforma de blog´s da “Wordpress”, para a plataforma do Sapo Campus. Daqui para a frente o nosso blog será http://plataformaweb20.blogs.ua.sapo.pt/, onde será  postado todas as actualizações referentes ao projecto.
 
No segundo momento da aula e já depois da dita mudança de conteúdos, continuámos com o estudo do estado de arte, no qual encontrámos uma plataforma que à primeira vista nos é parecido com o que pretendemos implementar, ou pelo menos tem algumas semelhanças com o que nos foi inicialmente proposto, tais como;
 
- Promover a interacção entre secretaria (administração), pais, alunos e professores;
 
- Registar as entradas/saídas dos alunos na escola, sendo consultáveis pelos pais na plataforma online;
 
- Avisos via SMS de diversas conjunturas;
 
- Discussão sobre vários assuntos relativos á escola.
 
* Curiosidades: A plataforma reduziu em 42% os gastos de papel em burocracia.
Estas são algumas caracteristicas da PEN (Plataforma de Ensino Normalizada), cuja, é inteiramente desenvolvida por portugueses sendo premiada a nível mundial. Embora não tenhamos mais informações sobre este projecto inovador, estamos a tentar contactar com os autores desta mesma plataforma.
 
 
 
Duarte Soares
Eduarda Carvalho
José Teixeira
Tony Coelho
Wilson Alberto

 


 
Após a conversa com os nossos orientadores e com a nossa proponente, ficamo-nos pelo Deca a elaborar o nosso Estado de Arte. Encontramos algumas situações interessantes que passamos a postar.
 
Realça-se aqui um vídeo do Youtube, onde a maior atenção está no contacto e na interacção que existe entre pais e filhos. É importante referir, que uma das nossas ideias é chegar a estes pais através dos seus filhos. 
 

 

 
Pesquisamos, também, alguns textos sobre como usar a tecnologia para manter os pais informados…
http://www.checkpoint-elearning.com/article/7427.html
 

 

… e como esta pode ser um ponte entre família e escola…
http://www.familyschool.org.au/2009/11/technology-can-bridge-the-gap-between-parents-and-schools/  

 

18/2/2010

Duarte Soares
Eduarda Carvalho
José Teixeira
Tony Coelho
Wilson Alberto


 

Pois bem! Hoje foi a nossa primeira orientação! Ficamos um pouco mais elucidados do que seria, verdadeiramente, o nosso projecto. Além de podermos contar com a presença dos nossos orientadores, Professora Margarida Almeida e Professor Hélder Caixinha ficamos a conhecer, ainda, a nossa proponente, Sandra Sequeira, que nos ajudou a enquadrar na problemática com a qual teremos que lidar.
 
E qual é o objectivo do nosso projecto? O objectivo é criar uma aliança, por assim dizer, entre família e escola. Esta era uma das nossas dúvidas, se seria uma plataforma direccionada para os pais ou para as crianças. O grande desafio aqui é que, é direccionada para famílias cujos rendimentos são baixos e estão longes da inserção social. Não têm contacto algum com a escola onde os filhos estudam nem com a comunidade em redor. Assim, a nossa meta é criar um espaço, onde estes pais possam, de facto, ter acesso ao conhecimento sobre actividades desenvolvidas pelos educandos e sobre o comportamento destes, não enfatizando, somente, o mau comportamento, mas também os bons resultados obtidos.
 
Vai ser um real desafio criar uma plataforma que integre serviços web 2.0 e ao mesmo tempo que apele à colaboração e participação destes encarregados de educação, pois só assim poderemos concluir que o projecto foi um êxito.
 

18-02-2010

Duarte Soares
Eduarda Carvalho
José Teixeira
Tony Coelho
Wilson Alberto


Nesta aula começamos a pesquisar websites que nos perspectivassem, de alguma forma, o futuro do nosso Projecto.

Apesar de ainda estarmos com algumas dúvidas, esperamos que na próxima orientação, esclareçam-nos para começarmos a iniciar o estado de arte.
O que nos interessa nos seguintes websites é a componente didáctica que estes jogos proporcionam. 
 
10/2/2010
Duarte Soares
Eduarda Carvalho
José Teixeira
Tony Coelho
Wilson Alberto

Apresentação da Unidade Curricular.
 
Considerações sobre o Projecto Plataforma Web 2.0.
9/2/2010
Duarte Soares
Eduarda Carvalho
José Teixeira
Tony Coelho
Wilson Alberto

 

 

 


Este será o nosso diário da cadeira de Projecto onde publicaremos a evolução do nosso trabalho assim como as dificuldades, curiosidades e muito mais! Acompanhe-nos!
Duarte Soares
Eduarda Carvalho
José Teixeira
Tony Coelho
Wilson Alberto

"Never regard study as a duty, but as the enviable opportunity to learn to know the liberating influence of beauty in the realm of the spirit for your own personal joy and to the profit of the community to which your later work belongs." Albert Einstein